Bem vindos ao Espaço Saúde Granjardim
Consultórios para profissionais da saúde na Granja Viana
(11) 4702-6652 / 4702-6781 contato@espacosaudegranjardim.com.br
Otite externa ocorre mais no verão

Também conhecida como otite de verão, a otite externa causa dor intensa e acomete principalmente crianças

Verão é tempo de ir para praia ou se esbaldar na piscina. No entanto, é preciso tomar cuidado ao mergulhar ou ficar muito tempo na água. A umidade e o calor excessivos podem favorecer o surgimento de inflamações e infecções na primeira parte do ouvido, o canal externo.

A otite externa, também conhecida como otite de verão ou otite dos nadadores, é uma doença muito comum no verão e pode ser causada por bactérias ou fungos que penetram por meio de lesões na pele da orelha externa, região formada pelo pavilhão auricular (parte visível da orelha) e pelo meato acústico externo. Sua função principal é captar e canalizar o som, conduzindo-o para a orelha média.

Causas da otite externa

A entrada de água ou substâncias irritantes como água do mar, o cloro da piscina ou mesmo o xampu, e lesões na pele que recobre a orelha media provocadas por cotonete e outros objetos, facilitam a entrada de microrganismos – fungos e bactérias – que causam uma inflamação, gerando dor intensa, secreção e prurido.

Como prevenir a otite externa
  • Não introduza objetos, como cotonetes, para limpar ou coçar o ouvido;
  • Ao limpar o ouvido, evite retirar a cera que protege o ouvido, pois você corre o risco de empurrá-la para dentro do canal auditivo;
  • Ao sair do mar ou piscina, enxugue a orelha com cuidado usando uma toalha macia enrolada na ponta do dedo;
  • Quando for nadar ou entrar na água, use protetores de silicone especializados para ouvido;
  • Não se automedique ou utilize receitas caseiras. Procure um otorrinolaringologista sempre que apresentar dor ou coceira nos ouvidos ou notar diminuição na audição.
Diagnóstico e tratamento

A otite externa é diagnosticada no consultório médico, considerando os sintomas e por meio do exame otológico que permite visualizar o interior do ouvido, que fica avermelhado. Em casos de infecção bacteriana, o tratamento leva, em média, uma semana e é feito com antibiótico tópico e anti-inflamatório. Se a otite é causada por fungos, são usados antifúngicos e o tratamento pode levar até três semanas.