Bem vindos ao Espaço Saúde Granjardim
Consultórios para profissionais da saúde na Granja Viana
(11) 4702-6652 / 4702-6781 contato@espacosaudegranjardim.com.br
vacina no posto ou na clínica

Nos primeiros anos de vida, são diversas vacinas que a criança deve tomar e sempre surge a dúvida

O Programa Nacional de Imunizações brasileiro é referência internacional e considerado um dos melhores do mundo. As vacinas oferecidas são avaliadas e aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e oferecidas gratuitamente para todos os bebês e crianças. No entanto, as clínicas privadas oferecem algumas vacinas que não são disponibilizadas pelo Sistema único de Saúde (SUS) e outras com formulação diferente. Porém, lembre-se: é importante que você siga as orientações do pediatra.

Pentavalente X Hexavalente

Aos dois, quatro e seis meses de idade os bebês devem ser imunizados contra seis doenças: difteria, tétano, coqueluche, poliomielite, hepatite B e Haemophilus influenzae do tipo b. Essa imunização é oferecida tanto no SUS como nas clínicas privadas, porém no sistema público, para ficar protegido das seis doenças, o bebê recebe duas picadas. Nas clínicas particulares, a proteção se dá com uma única aplicação. Outra diferença: a vacina oferecida no SUS é feita com partes inteiras das bactérias e dos vírus, já a oferecida pela rede privada a vacina é acelular. A eficácia e segurança são similares, mas os efeitos adversos são menos frequentes e intensos quando se usa a acelular.

Meningite

A vacina oferecida pelo SUS protege somente contra a meningite C. Já nas clínicas particulares é encontrada a vacina quadrivalente meningocócica conjugada ACWY, que também oferece proteção contra os meningococos dos grupos A, W e Y, e também a “meningo B” que protege contra a meningite bacteriana causada pelo meningococo b. Vale ressaltar que a meningite C é responsável por 70% dos casos da doença. Portanto, quem tem condições financeiras para pagar, conseguirá uma proteção melhor contra a doença na rede particular.

Pneumocócica

A vacina oferecida na rede pública e nas clínicas particulares é inativada. Porém, no SUS é oferecida a vacina pneumocócica conjugada 10-valente (VPC10), que protege contra dez sorotipos de pneumococos e previne cerca de 70% das doenças graves (pneumonia, meningite, otite) em crianças. Nas clínicas, é possível encontrar a vacina pneumocócica conjugada 13-valente (VPC13), que previne cerca de 90% das doenças graves (pneumonia, meningite, otite) em crianças causadas por 13 sorotipos de pneumococos.

Rotavírus

O SUS oferece a vacina oral monovalente (VRH1), enquanto as clínicas particulares oferecem a vacina oral atenuada pentavalente (VR5). A diferença é na quantidade de tipos de vírus contra os quais a criança fica protegida e no número de doses – duas doses na rede pública e três doses na rede particular.

Influenza

A imunização anual oferecida no SUS protege geralmente contra três subtipos de influenza. Já nas nas clínicas particulares, é possível receber a vacina quadrivalente, que protege contra mais um subtipo.

 

Fonte: Dra. Monique Ribeiro Cantoni

Pediatra