Bem vindos ao Espaço Saúde Granjardim
Consultórios para profissionais da saúde na Granja Viana
(11) 4702-6652 / 4702-6781 contato@espacosaudegranjardim.com.br

Estudos recentes mostraram que a mochila escolar é a principal vilã e grande causadora da TAC (translação anterior da cabeça) em crianças. O uso de mochilas pesadas para a escola exerce grande carga sobre a coluna cervical que sofre retificação. A mochila não deve pesar mais do que 10-12% do peso do corpo. Exemplo: se a criança pesa 40 quilos, a mochila deve ter no máximo 4-4,8 Kg.

Este problema postural normalmente surge na infância, onde as suas causas são muito comuns estando presentes na vida diária da maioria das crianças.

Macro-traumas como acidentes, pancadas e quedas são fatores causadores desse tipo de lesão, mas as atenções devem se voltar principalmente para atividades e posições que provocam micro-traumas sem que percebamos, como ler, assistir TV, e usar o computador.

De acordo com as pesquisas, uma translação de até 1 cm é considerada normal, acima disso, a translação começa a provocar estresse articular através de forças compressivas, torcionais e de cisalhamento na coluna cervical e torácica. Esta alteração estrutural não é apenas óssea. Músculos, tendões e ligamentos são tencionados e os nervos irritados ou comprimidos.

Tais alterações têm sido relacionadas com os seguintes sinais e sintomas: dor no pescoço, dores de cabeça, dores irradiadas para os braços, disfunções na articulação temporo-mandibular (ATM), disfunções na arcada dentária, apnéia durante o sono, e aceleração do desgaste articular, o que resulta em artrose precoce com o passar dos anos.

A quiropraxia é o principal tratamento contra este mal. O doutor em quiropraxia avalia e diagnostica a alteração através do exame clínico e análise da radiografia. Medições precisas mostrarão a medida exata da translação e o grau do problema. Uma avaliação postural computadorizada pode ser realizada.

Os ajustes quiropráticos permitem restaurar a curvatura normal da coluna, corrigindo todo o complexo neuro-musculo-esquelético e eliminando os sintomas. Além do tratamento, é necessário que o paciente realize alguns exercícios específicos e adote bons hábitos posturais, os quais serão orientados pelo profissional.

(fonte: Associação Brasileira de Quiropraxia)