Bem vindos ao Espaço Saúde Granjardim
Consultórios para profissionais da saúde na Granja Viana
(11) 4702-6652 / 4702-6781 contato@espacosaudegranjardim.com.br
gravidez após 35 anos

Cada vez mais as mulheres estão adiando a maternidade. E depois dos 35 anos, são necessários cuidados para uma gravidez tranquila

Você sabia que, na década de 1960, uma mulher que engravidava pela primeira vez após os 25 anos era considerada uma primigesta idosa? Atualmente, cada vez mais as mulheres adiam a maternidade e, diante de planos de desenvolvimento pessoal e profissional, optam por ter filhos depois dos 35 anos. Inclusive, o número de mulheres que tiveram filho entre 35 e 39 anos de idade aumentou 71% nos últimos 20 anos no Brasil, segundo pesquisa feita pela Folha de São Paulo, baseada nos dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos do Ministério da Saúde.

Hoje, a idade considerada “ideal” pela medicina para engravidar é entre 25 e 30 anos. Depois dos 35, a gestação é considerada de risco e a futura mamãe precisa fazer um pré-natal criterioso. E se você está planejando adiar a maternidade, atenção: a fertilidade feminina tem um declínio considerável após os 35 anos. Então, converse com o seu ginecologista sobre as opções, como o congelamento de óvulos.

Gravidez saudável após os 35 anos

Quanto mais a mulher adiar a maternidade, maior a possibilidade de ela ter dificuldades para engravidar, maiores os riscos de aborto espontâneo e as chances de o bebê nascer com alterações genéticas, como a síndrome de Down. também aumentam. Outro fator que pode prejudicar a gestação é a maior chance de desenvolver diabetes e hipertensão – que podem representar risco para a saúde da gestante e provocar um parto prematuro.

Embora vá contra o relógio biológico, são muitas as mulheres que engravidam e têm uma gravidez saudável após os 35 anos. Se você faz parte do time que tem uma alimentação equilibrada, faz atividades físicas frequentemente e não tem vícios, já ganha pontos, pois uma vida saudável contribui para evitar muitos problemas, mesmo na idade avançada.

Ainda assim, trata-se de uma gravidez que requer cuidados extras. O ideal é que a gestação seja planejada, com acompanhamento médico mesmo antes da concepção para avaliação clínica e para fazer exames laboratoriais de rotina. Se tudo estiver bem, recomenda-se que tome ácido fólico por pelo menos três meses antes da concepção para diminuir o risco de malformação do sistema nervoso central do bebê. Vale ressaltar que este cuidado é importante para mulheres em todas as idades.

É muito importante que a mulher procure o médico assim que houver a suspeita de gravidez, pois as gestantes acima de 35 anos estão mais sujeitas a abortos espontâneos. Durante a gestação, o pré-natal é muito parecido com o tradicional, porém com alguns exames a mais para avaliar a saúde da mãe e o desenvolvimento do bebê. As consultas médicas tendem a ser mais constantes. Todo o cuidado tem um único objetivo: prezar pela saúde do binômio e proporcionar um encontro feliz da mamãe com o seu filho.